Como você se sente sobre o seu corpo? Assista ao documentário “Embrace”

1024 492 Melina e Raphael
  • 1

“Como você se sente sobre o seu corpo? Meu corpo é Horrível, nojento, feio, não gosto de olhar pra ele, eu odeio meu corpo…”. Essas respostas estão na ponta da língua das mulheres. Quando o assunto é corpo, a insatisfação é geral. Foi a partir desse ponto e da sua guerra pessoal com seu próprio corpo, que a australiana Taryn Brumffit criou o documentário Embrace.

Em maio de 2013, a Taryn fez uma postagem bem comum no facebook. Uma foto do seu corpo com as legendas “antes” e “depois”. Essa imagem viralizou e rodou o mundo. Por que? Porque o “antes” da Taryn mostrava uma imagem dela com o corpo super magro, de biquini, participando de uma competição de fisiculturismo. E, na imagem do “depois”, via-se uma Taryn não mais magra e sim com barriga saliente e expressão mais feliz.

“Meu corpo não é um ornamento, é um veículo para realizar meus sonhos”

Taryn Brumffit

Ou seja, ela inverteu o que é bem comum de se ver: o antes como o ruim é geralmente associado a um corpo fora dos padrões de magreza extrema. O “depois” da Taryn, abraçando seu corpo como ele é, foi mostrado por ela como um momento bem mais feliz e de bem com a vida. Esse desafio aos padrões de beleza através de uma postagem no facebook foi o suficiente para Taryn ser convidada pra dar entrevistas e receber milhares de e-mails. Ela ouviu histórias tristes de pessoas que tinham a vida muito prejudicada por insatisfação corporal.

A imagem do antes e depois da Taryn Brumfitt que rodou o mundo.

Então, motivada a ajudar essas pessoas e também sua filha pequena a ter uma vida em paz com seu corpo, surgiu a ideia de produzir um documentário. A Taryn arrecadou mais de 300 mil dólares australianos através de um financiamento coletivo com quase 9 mil pessoas para realizar essa produção.

O documentário não cansa de insistir no quanto os corpos ditos “perfeitos” pelas revistas e pela mídia são uma invenção. Nem as próprias modelos se parecem com aquela imagem: fruto de muitas alterações digitais. O documentário te mostra uma diversidade enorme de mulheres pelo mundo falando o quanto odeiam seus corpos e o quanto são feias. Parte o coração ver mulheres de belezas diversas falando tão mal de si mesmas!

A sequência abaixo faz parte do documentário e mostra muito bem como uma foto é transformada e trabalhada até que aquela pessoa esteja em padrões completamente irreais:

Uma cena que nos marcou foi quando a Taryn visita um cirurgião plástico. Ela simplesmente pergunta o que ele mudaria no corpo dela. E recebe uma série de recomendações para modificar os seios, mamilos, barriga, pernas, nádegas e até os lábios. Então, ela pergunta “eu pareço saudável para você?” e o médico parece não se importar muito com esse conceito de saúde. Ele simplesmente insiste que os seios dela precisam de modificações.

A Taryn ainda vai trazer diversas personagens com histórias de vida emocionantes para falar sobre aparência e insatisfação corporal. Prepare o lencinho porque você vai se emocionar! Recomendamos uma sessão pipoca entre amigos e familiares. Para promover uma conversa após assistirem o documentário. Assim, com pessoas próximas se apoiando, fica mais possível se enxergar com olhos mais amorosos e abraçar o corpo que você tem hoje.

Dê uma olhada no trailer abaixo e assista ao documentário no Netflix ou no Youtube! Esperamos seus comentários. ;) O site oficial do projeto é bodyimagemovement.com

AUTOR

Melina e Raphael

Um casal, muitas ideias! Sócios desde 2008, somos apaixonados por ilustrar pessoas através das Carinhas, desenvolver Marcas Apaixonantes e criar mantras do bem, na Mantly. Cariocas vivendo em Portugal. Curiosos, otimistas e praticantes de dancinhas da felicidade.

Todas as histórias por: Melina e Raphael
2 comentários

Deixe uma resposta

O seu email não será publicado.