Lisboa a pé: um dia de passeio no centro da cidade

1024 492 Melina e Raphael
  • 4

Desde que viemos morar em Lisboa, estamos vivendo um caso de amor com a cidade. São muitos lugares para visitar e é uma cidade deliciosa para nossa forma favorita de explorar: a pé.

Nos vemos repetindo, em muitos domingos, o mesmo roteiro. Então, pensamos em dividir aqui no Blog do Casal um dia de passeio com a gente. Prepara seu sapato mais confortável, câmera na mão e bora!

“Lisboa tem muitos roteiros legais para fazer, essa é só uma opção pra um domingo relaxante”


Sorvete artesanal e miradouro secreto de Lisboa

O nosso ponto de partida, pra começar com o pé direito, será na Sorveteria Artesanal Mú. Você encontra sorvetes, ou melhor, gelados (como se fala por aqui) deliciosos sempre feitos com frutas da época. A Geladeria está colada no Campo Mártires da Pátria e você pode chegar lá pelos ônibus (aqui chamados de autocarros) 723, 730, 760 ou 767 . É uma praça enorme e agradável com laguinho, patos, galinhas e galos. Um pouco a frente da Mú, você vai ver um monumento em homenagem ao médico Sousa Martins, super admirado e cultuado. A sua volta, já tem vários prédios com azulejos e o encanto lisboeta já te faz suspirar.

Começamos bem com sorvete e vista linda no Jardim do Torel. Foto: Melina e Raphael - carinhas.com.br

Começamos bem com sorvete e vista linda no Jardim do Torel. Foto: Melina e Raphael – carinhas.com.br

Seguindo pela rua Júlio de Andrade, com prédios lindíssimos e super arborizada, você vai chegar no Jardim do Torel. Ele não é muito conhecido e geralmente frequentado por locais, então a gente pode brincar que ele é um mirante (ou miradouro como se diz em Portugal) secreto. Sempre passamos por ali… um jardim com cadeiras confortáveis e também espaço para esticar as pernas enquanto aprecia a vista. Como não amar? Dependendo da época do ano, rola de usar esse espaço para pegar um sozinho, ler, passear com o cachorro, crianças e etc. Amamos esse jardim!

 
+Leia também “O casal Carinhas está na terrinha”
 

Avenida da Liberdade, Restauradores e Rossio: clássicos em Lisboa


Depois de esticar as pernas e terminar seu sorvete no Torel, vamos descer todas as escadas dele até o portão. Saia e siga descendo a rua para o lado esquerdo e, ao finalizar a descida, esquerda novamente. Você chegou na rua mais chique com o metro quadrado mais caro de Lisboa, a Avenida da Liberdade. Siga em frente até o canteiro central e vá descendo a Avenida, apreciando seus 90 metros de largura e muito charme. Logo, você vai chegar na praça Restauradores. Dali, terá uma visão das árvores da Avenida que variam de acordo com a estação do ano: verdinhas, laranjas ou peladas. Lindas de qualquer jeito!

Um pouco mais adiante, você verá a estação de trem mais linda da cidade, a estação do Rossio. A fachada, no estilo Manuelino, vai te deixar hipnotizado! Logo mais a frente, chega na Praça do Rossio, onde vai pensar que está no Rio de Janeiro. Sim, porque o chão é igual ao do calçadão de Copacabana. Repare também no Teatro D.Maria II, construído em 1889. Ufa, esse trecho foi uma chuva de história e colírio para os olhos, hein! Você está bem no centro da cidade.

Avenida da Liberdade em pleno outono e a estação do Rossio, em estilo Manuelino. Foto: Melina e Raphael - carinhas.com.br

Avenida da Liberdade em pleno outono e a estação do Rossio, em estilo Manuelino. Foto: Melina e Raphael – carinhas.com.br

 

Rua Augusta, Arco Triunfal e Praça do Comércio

Do Rossio, aprecie o entorno e você verá clássicos lisboetas como o Café Nicola, que tem mais de 200 anos. Agora, vamos seguir em direção ao Rio Tejo pela Rua Augusta. Essa é a rua comercial mais famosa do centro, com muitas lojas e restaurantes. Seguimos pela Rua Augusta apreciando sua calçada e já avistamos o Arco Triunfal, lá no final.

Vamos caminhar lentamente e apreciar. Ao passar pela transversal Rua de Santa Justa, olhe para sua direita e veja o fabuloso Elevador de Santa Justa. Ele é todo de ferro, feito em 1902. Continue na Rua Augusta sem deixar de entrar na loja Typographia. Ali tem as camisetas mais legais da cidade, alerta souvenir! Finalmente chegamos no Arco Triunfal, esse monumento lindíssimo, erguido em 1875. Foi feito para comemorar a reconstrução da cidade após o terremoto de 1755. Você pode subir no Arco e ter uma vista linda em 360 graus da cidade, recomendamos! A subida é de elevador, bem tranquila.

Depois de se apaixonar por Lisboa vista de cima, vamos para uma das praças mais lindas da Europa, a Praça do Comércio. Os prédios amarelinhos à sua volta são do governo e, na estátua central, você vê o Rei José I. Na pontinha ao lado direito, está o Museu de Lisboa – Torreão Poente, vimos uma exposição bem legal por lá sobre a luz de Lisboa. Recomendamos ir mais adiante e sentar próximo ao Cais das Colunas para apreciar o Tejo e o movimento.

Vista de cima do Arco Triunfal da Rua Augusta: a Praça do Comércio, uma das mais lindas da Europa. Foto: Melina e Raphael - carinhas.com.br

Vista de cima do Arco Triunfal da Rua Augusta: a Praça do Comércio, uma das mais lindas da Europa. Foto: Melina e Raphael – carinhas.com.br

 

Ainda em cima do Arco Triunfal, você vê o Castelo de São Jorge e a Sé de Lisboa. Foto: Melina e Raphael - carinhas.com.br

Ainda em cima do Arco Triunfal, você vê o Castelo de São Jorge e a Sé de Lisboa. Foto: Melina e Raphael – carinhas.com.br


 
+Leia também “Mudar de país: como fizemos”
 

Ribeira das Naus e Mercado da Ribeira: Lisboa renovada

Andando para seu lado direito, se estiver de frente para o Tejo, você estará caminhando na Ribeira das Naus. Muitos espaços para sentar, volta e meia tem alguma barraquinha de drinks ou lanches. Você já vê bem a ponte 25 de abril mais adiante, no Tejo. E vê também o Cristo Rei, do outro lado do Rio. Qualquer hora a gente leva você lá também, ok? ;)

Ao final da Ribeira das Naus, siga o fluxo e chegue ao Mercado da Ribeira. Ele tem 10 mil metros quadrados e, em 2014, ganhou um espaço patrocinado pela Revista Time Out. Ali, você encontra uma diversidade imensa de opções para comer como hamburguer, sushi, bolos, sorvete e tudo mais. São 500 lugares para aproveitar com um visual super cool e descontraído. Ali você também encontra os clássicos Gelados Santini e um quiosque da maravilhosa loja A Vida Portuguesa. Ah, no último andar tem banheiros, um espaço super legal de arte chamado Underdogs, wifi grátis e umas cadeiras bem confortáveis para relaxar.

Melina de boa na Ribeira das Naus e o Mercado da Ribeira visto do segundo andar. Foto: Melina e Raphael - carinhas.com.br

Melina de boa na Ribeira das Naus e o Mercado da Ribeira visto do segundo andar. Foto: Melina e Raphael – carinhas.com.br

 
+ Leia também: Tiradentes, Inhotim, Rio de Janeiro, Teresópolis e outras viagens do casal
 

Praça Luíz de Camões, Manteigaria e Park: por uma vista linda!

A essa altura você deve ter comido bem no Mercado da Ribeira, vamos esticar só mais um pouco as pernas? Saindo do Mercado, você anda em direção a Rua do Alecrim. É uma subida, tá? Mas encara porque a gente quase não andou em ladeira hoje, vai? Logo no início, você vai perceber que a rua debaixo tem o chão pintado de rosa. É a famosa Rua Rosa, com vários locais animados para ir de noite.

Siga pro alto e avante! Você vai chegar na Praça Luiz de Camões. Se você quiser andar um pouco para seu lado direito, vai dar de cara com o café A Brasileira. Ali, as pessoas adoram tirar fotos com a estátua do Fernando Pessoa, que fica ao lado de fora. Também há sempre uma banda ou grupo musical tocando por ali, super animado!

Pause para analisar sua vontade de andar mais. Se estiver no pique e curtir compras, siga pela direita na Rua Garret para ver mais lojas, como a Livraria Bertrand – a mais antiga do mundo em funcionamento contínuo, desde 1732. Na mesma rua também tem a fofa floricultura Pequeno Jardim. Ah, o sorvete Amorino estará no seu caminho. Já comemos sorvete hoje, né? Duas vezes… mas, fica a dica, é delicioso! Nesse quarteirão tem várias lojas legais e até uma espécie de shopping: Armazéns do Chiado. Explore de acordo com o que suas pernas permitirem!

Casinhas coloridas, com azulejo e roupas no varal vão te acompanhar por todo caminho. E um pastel de nata da Manteigaria é obrigatório! Foto: Melina e Raphael - carinhas.com.br

Casinhas coloridas, com azulejo e roupas no varal vão te acompanhar por todo caminho. E um pastel de nata da Manteigaria é obrigatório! Foto: Melina e Raphael – carinhas.com.br

 

Quando você estiver feliz com seu passeio pelas lojas do entorno, vamos voltar a Praça Luiz de Camões. Aprecie essa praça linda e siga um pouco mais a frente para encontrar a Manteigaria. Uma pequena porta onde é servido um Pastel de Nata fabuloso! Quando sai uma fornada, eles batem o sino e há quem diga que esse pastel é mais gostoso que o original Pastel de Belém. Ali, não tem espaço pra sentar então você pode comer no balcão apreciando o feitio dos pastéis.

Eita que o dia foi incrível! Vamos terminar em um lugar com uma das vistas mais lindas de Lisboa? São cinco minutos seguindo Rua do Loreto acima, ela vai virar calçada do Combro e você procurará pelo número 58. É um restaurante chamado Park que fica no último andar de um estacionamento. Isso mesmo, ele é mega escondido e você chega através do elevador de uma garagem, parece até que está fazendo algo errado, rs! O pôr do sol (que varia bastante de horário dependendo da época do ano) é lindo de viver, do alto do Park. Aproveite a vista e faça um brinde à linda Lisboa!

Muitos padrões encantadores de azulejos e nós dois no Park, apreciando a vista e o pôr do sol lindo! Foto: Melina e Raphael - carinhas.com.br

Muitos padrões encantadores de azulejos e nós dois no Park, apreciando a vista e o pôr do sol lindo! Foto: Melina e Raphael – carinhas.com.br

___________________________

Chegamos ao fim do nosso roteiro favorito para um domingo sossegado! Curtiu andar e usar sua panturrilha pra caramba com a gente? Que bom! Esse foi apenas um gostinho dessa cidade incrível. Anota aí porque ainda faltou vermos: Alfama, Mouraria, o Castelo de São Jorge, Belém, Parque das Nações, ir a Museus… Lisboa tem muito mais para explorar e se encantar.

Veja abaixo, no mapa, por onde andamos:

Bom descanso e até a próxima! Veja outras viagens e passeios nossos na categoria Viagens.

AUTORES

Melina e Raphael

Um casal, muitas ideias! Sócios desde 2008, somos apaixonados por ilustrar pessoas através das Carinhas, desenvolver Marcas Apaixonantes e criar mantras do bem, na Mantly. Cariocas vivendo em Portugal. Curiosos, otimistas e praticantes de dancinhas da felicidade.

Todos posts por: Melina e Raphael

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado